O Cientista (para reflectir)

«Viajavam na mesma carruagem do comboio um jovem e um senhor de idade com um terço nas mãos. O rapaz achou que, apesar de não se conhecerem, era necessário libertar aquele senhor da sua "ignorância". Disse-lhe:

- Parece mentira que ainda haja pessoas que acreditem nessas superstições.

Então, o idoso, com um sorriso, respondeu:

- Pois é. E tu não acreditas?

- Eu, claro que não. O senhor deixe esse terço e aprenda o que diz a ciência.

- A ciência? Podes explicar-me o que é a ciência?

- Claro que sim. Vou enviar-lhe um livro que o ajudará muito. Pode dar-me a sua morada?

Então o idoso tirou um cartão de visita do bolso e ofereceu-o ao jovem estudante. Este leu com assombro: "Louis Pasteus, Instituto de Investigações Científicas de Pais".

Pasteur (1822-1895), um grande sábio, nunca ocultou a sua fé nem a sua devoção a Nossa Senhora. O actual instituto, que possui o seu nome, produz soros e vacinas que ajudam a salvar inúmeras vidas.

Este cientista percebeu que a ciência não se opõe à religião, e vice-versa. Neste mês de Outubro, mês do Rosário, o exemplo de Pasteur aqui fica como convite a darmos valor a esta devoção.»

Pedrosa Ferreira, in CAVALEIRO DA IMACULADA, Outubro 2010

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...