Intenções do Papa para o mês de Novembro

Intenção geral: A fim de que quantos são vítimas da droga e de toda a forma de dependência, graças ao apoio da comunidade cristã, encontrem no poder de Deus salvador a força para mudar radicalmente a sua vida.

Intenção missionária: Para que as Igrejas da América Latina continuem a missão continental proposta pelos seus Bispos, inserindo-a na tarefa missionária universal do Povo de Deus.

O hoje e o amanhã

«Depois virá o futuro melhor; por agora vivemos o tempo possível»

Virá depois o tempo de crescer; por agora ensinamos a criança.

Virá depois o tempo de colher; por agora semeamos.

Virá depois o tempo de chegar; por agora caminhamos.

Virá depois o tempo de sermos os melhores; por agora somos nós.

Virá depois o tempo das certezas; por agora procuramo-las.

Virá depois o tempo de conquistar a ilha; por enquanto contruímos o barco.

Virá depois o tempo de cantar a paz; por agora acreditamos nela.

Virá depois o tempo dos heróis; por agora é o nosso tempo.

Virá depois o tempo de pedir a,lua; por agora pedimos o pão.

Rito Dias, in Cavaleiro da IMACULADA - Novembro 2010

Missa de Domingo - 7 de Novembro de 2010

32º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO C

07 de Novembro de 2010

Tema do 32º Domingo do Tempo Comum:

A liturgia deste domingo propõe-nos uma reflexão sobre os horizontes últimos do homem e garante-nos a vida que não acaba.

Na primeira leitura, temos o testemunho de sete irmãos que deram a vida pela sua fé, durante a perseguição movida contra os judeus por Antíoco IV Epifanes. Aquilo que motivou os sete irmãos mártires, que lhes deu força para enfrentar a tortura e a morte foi, precisamente, a certeza de que Deus reserva a vida eterna àqueles que, neste mundo, percorrem, com fidelidade, os seus caminhos.

No Evangelho, Jesus garante que a ressurreição é a realidade que nos espera. No entanto, não vale a pena estar a julgar e a imaginar essa realidade à luz das categorias que marcam a nossa existência finita e limitada neste mundo; a nossa existência de ressuscitados será uma existência plena, total, nova. A forma como isso acontecerá é um mistério; mas a ressurreição é uma certeza absoluta no horizonte do crente.

Na segunda leitura temos um convite a manter o diálogo e a comunhão com Deus, enquanto esperamos que chegue a segunda vinda de Cristo e a vida nova que Deus nos reserva. Só com a oração será possível mantermo-nos fiéis ao Evangelho e ter a coragem de anunciar a todos os homens a Boa Nova da salvação.

LEITURA I – 2 Mac 7,1-2.9-14

SALMO RESPONSORIAL – Salmo 16 (17)
Refrão: Senhor, ficarei saciado, quando surgir a vossa glória.

LEITURA II – 2 Tes 2,16-3,5

EVANGELHO – Lc 20,27-38

O diabo e o camponês

Um dia, o Diabo deu uma volta pelo mundo para ver como é que as pessoas rezavam. A viagem foi muito breve pois havia pouca gente em horação. E ficou satisfeito, pois essas orações pareciam umas cantilenas que até faziam bocejar o Pai Eterno.

Ia já a regressar ao Inferno quando encntrou um camponês muito irritado e a gesticular. Estava a discutir violentamente com Deus, chamando-Lhe nomes.

Nesse instante, passou por ali um padre, que disse ao camponês:

- Isso são modos de falar com Deus? Não sabes que insultar a Deus é um pecado grave?

- Senhor padre, se eu discuto com Deus é porque acredito n'Ele; se lhe grito é porque Ele me escuta.

- Estás a delirar!

Mas o Diabo, que sabia mais teologia que esse padre, ficou triste por ter encontrado finalmente um homem que sabia rezar.

A oração cristã, nos momentos de angústia, também é feita com palavras humanas de protesto e de súplica.

Cavaleiro da Imaculada - Março de 2010

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...