Missa do Natal do Senhor - 25 de Dezembro de 2010

SÁBADO - NATAL DO SENHOR - 25 de Dezembro de 2010

Missa do Dia

Depois de nos ter apresentado o Salvador revestido da nossa natureza humana, para a fazer Sua e nos salvar, a Igreja, nesta Missa, insistindo sobre a geração eterna do Filho único e bem-amado do Pai (2.ª leitura e Evangelho), proclama a sua fé na Divindade de Cristo.

Aquele que contemplamos reclinado num presépio, é, na verdade, o Verbo, a Palavra viva, em que todo o pensamento, toda a vida e todo o ser de Deus se exprimem. Gerado desde toda a eternidade, Ele é, com o Pai, criador, e senhor do universo. E a salvação, esperada por Israel e por todos os homens, embora, por vezes de modo confuso, consiste precisamente em o Verbo Se ter feito Carne, permitindo assim à humanidade estabelecer relações filiais com Deus.

Esta é a Boa Notícia (1.ª leitura), que deve ser levada até aos confins da terra: Deus, através de Jesus Cristo, vem ao encontro dos homens de todos tempos e lugares.

Leitura I - Is 52, 7-10
Todos os confins da Terra verão a Salvação do nosso Deus

Salmo Responsorial - Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4.5-6 (R. 3c)
Refrão: Todos os confins da terra
viram a salvação do nosso Deus. Repete-se

Leitura II - Hebr 1, 1-6
«Deus falou-nos por seu Filho»

Aleluia
Refrão: Aleluia. Repete-se

Evangelho – Forma longa Jo 1, 1-18
«O Verbo fez-Se carne e habitou entre nós»
------------------------------


Missa da Noite

Se não há paz, alegria e felicidade para os homens de hoje é porque lhes falta a humildade dos pastores para reconhecerem o Salvador. Cheios de preconceitos põem a sua esperança no poder, no dinheiro, no prazer e na glória, como se essas coisas fossem o caminho da felicidade...

«A nossa esperança é ALGUÉM. A nossa esperança é Cristo... Ele fez-Se Carne. Cristo, inserindo-se, plenamente, na natureza humana, quis mudar o mundo para salvá-lo. E nós seremos seus discípulos na medida em que a nossa esperança se confundir com a Sua, que era a de transformar o mundo» (Mauriac).

Leitura I - Is 9, 2-7 (1-6)
«Um Filho nos foi dado»

Salmo Responsorial - Salmo 95 (96), 1-2a.2b-3.11-12.13
Refrão: Hoje nasceu o nosso salvador,
Jesus Cristo, Senhor. Repete-se

Leitura II - Tito 2, 11-14
«Manifestou-se a graça de Deus para todos os homens»

Aleluia - Lc 2, 10-11
Refrão: Aleluia. Repete-se

Evangelho - Lc 2, 1-14
«Nasceu-vos hoje um Salvador»
------------------------------

Missa da Aurora

Na Missa da Noite, a Igreja apresentou-nos o seu Cristo – o Verbo eterno, o dominador, porém, em carne, habitando entre nós, no meio do Seu povo. E nós contemplámos a sua glória e a Sua humilhação, ao mesmo tempo que, unidos aos anjos e a todos os homens, demos graças a Deus pela paz, que nos ofereceu em Cristo.

Agora a liturgia, inundada pela luz da nova aurora, que desponta para o mundo, descreve-nos os efeitos do Nascimento do Salvador para a humanidade de todos os tempos.

O Natal não é um acontecimento passado. Através da Igreja, o mistério do Natal conserva toda a sua actualidade. N'Ela, todos os homens são chamados a receber de Jesus a vida divina, «tornando-se filhos no Filho único».

Leitura I - Is 62, 11-12
«Eis que vem o teu Salvador»

Salmo Responsorial - Salmo 96 (97), 1 e 6.11-12
Refrão: Hoje sobre nós resplandece uma luz:
nasceu o Senhor. Repete-se

Leitura II - Tito 3, 4-7
«Salvou-nos pela sua misericórdia»

Aleluia - Lc 2, 14
Refrão: Aleluia. Repete-se

Evangelho - Lc 2, 15-20
«Os pastores encontraram Maria, José e o Menino»

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...