Jornal "Avé Maria" - Nº 2600 (Semanário) - Vila Real - 6 de Março de 2011

Dia das Cinzas

Quarta-Feira de Cinzas abre o tempo litúrgico da Quaresma com a bênção e a imposição das cinzas. Celebração importante, muitas paróquias a repetem no Domingo seguinte para dar oportunidade aos crentes cujo trabalho não permitiu que participassem, poderem aprofundar mais o sentido que ela nos lembra: a nossa fragilidade e o chamamento à conversão.

Marcados com as cinzas, os cristãos, pessoalmente e em comunidade, entram na caminhada simbólica, no seguimento de Jesus Cristo, para viverem quarenta dias de oração, de jejum e de partilha.

Receber as cinzas é, por isso, tomar consciência da nossa condição de pecadores e de querer responder ao convite de Deus: “Lembra-te que és pó, e em pó te hás-de tornar” e “Convertei-vos e acreditai no Evangelho”.

É um gesto antigo. Já no Velho Testamento se praticava como sinal de penitência/arrependimento e também de grande sofrimento, por exemplo, nos tempos de luto.

* * * * *

Diz a Sagrada Escritura:
«Já é hora de acordardes do sono, pois a salvação está agora mais perto de nós (…). Despojemo-nos das obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz(Rm. 13, 11-12)

* * * * *

O dia das cinzas é
Esse dia quaresmal
Em que o homem que tem fé
Prepara o tempo pascal.

É ocasião preferida,
Pois há o cristão sentimento
De que a mudança de vida
Não se faz sem sofrimento.

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...