Confissão, para quê?

Jesus veio para perdoar e curar. Ao longo da sua vida perdoou às mais variadas pessoas e, na Cruz, perdoou aos que O matavam: "Pai, perdoai-lhes porque não sabem o que fazem”…

Quis que o Seu perdão estivesse sempre na Igreja, em benefício de todos. Um dia disse aos Apóstolos: “Tudo o que ligardes na terra, será ligado nos céus; tudo o que desligardes na terra, será desligado nos céus” (Mt. 18, 18). No dia de Páscoa, dir-lhe-á: “A quem perdoardes os pecados os pecados serão perdoados…”. Confiou-lhes, assim, a tarefa de continuar a perdoar e a reconciliar em seu nome pois de cada vez que se celebra devidamente este Sacramento, Ele mesmo o retifica junto do Pai.

Foi assim que os Apóstolos compreenderam e praticaram. Ainda hoje a Igreja continua a perdoar através do Sacramento do Perdão. Bem vivido, é fonte de alegria e paz. Vale a pena experimentar.

*****

Diz a Sagrada Escritura: «Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ficarão retidos». (Jo. 20, 22)

*****

É na cristã penitência
Sacramento do perdão,
Onde todo o bom cristão
Vai lavar a consciência.

É o encontro acolhedor
De pessoa com pessoa
Entre Jesus, que perdoa,
E um contrito pecador.

In Jornal “Avé Maria” (Semanário), 11.03.2012

São condições indispensáveis para se realizar uma boa e frutuosa confissão:

1.- Exame da própria consciência.
2.- Arrependimento real dos pecados cometidos.
3.- Propósito sincero de conversão, de mudança de vida, de abandono do pecado.
4.- Confissão dos próprios pecados ao sacerdote que, nesse acto, age na pessoa de Cristo e representa a Igreja, que perdoa. O padre dá uma penitência como demonstração de alegria pelo perdão, e disposição para uma vida nova.
5.- Absolvição, perdão dos pecados.
Fonte

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...