Quaresma

Começa nesta semana. Para muitos, a palavra é triste e evoca coisas desagradáveis: jejum, privações… Ter-se-á perdido o sentido profundo da Quaresma? Como somos convidados a viver esta quadra litúrgica?

A Quaresma é tempo de conversão, de nos voltarmos mais para Deus, ocasião para mergulhar no evangelho, redescobrir os textos essenciais que testemunha a maneira como as primeiras comunidades cristãs acolheram a Boa Nova proclamada por Jesus Cristo. É por isso tempo de mais oração: pessoal, em grupo, a partir da Bíblia. Por que não organizar um grupo de oração com os vizinhos? Por que não rezar os textos propostos para a Santa Missa de cada dia?

A Quaresma é tempo de jejum, de nos privarmos de certos alimentos e de coisas para partilhar. Privarmo-nos… só tem sentido se é para partilhar.

Todos somos chamados a fazer penitência pessoal, cada um à sua maneira e a manifestarmos comunitariamente a nossa conversão.

*****

Diz a Sagrada Escritura: «Convertei-vos a Mim de todo o coração, com jejuns, lágrimas e lamentações. Rasgai o vosso coração… Convertei-vos ao Senhor vosso Deus, porque Ele é clemente e compassivo». (Joel 2, 12-13)

*****

É uma atitude banal
Em vez de carne usar peixe:
O que importa é que se deixe
A raiz do nosso mal.

Se queres nesta Quaresma
Corrigir-te, não te iludas:
Se não rezares, não mudas
E deixas tudo na mesma.

In Jornal “Avé Maria” (Semanário) – Vila Real, 10.02.2013

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...