Pentecostes


Mais do que Festa do Espírito Santo, o Pentecostes é o último domingo da Páscoa e conclusão do Tempo Pascal. Se no passado este dia sem converteu em “festa do Espírito Santo”, a reforma litúrgica do Concílio – leia-se a oração da Vigília e o prefácio – restituiu-lhe o seu verdadeiro sentido: plenitude e conclusão da Páscoa.

Nesse dia, a comunidade reunida no Cenáculo recebe o Espírito Santo que a “empurra” a destrancar as portas e a anunciar, no mundo, a Boa Nova de Jesus. É o início da Igreja, unida ao Espírito Santo e a Cristo glorificado e invisível.

É esse mesmo Espírito que continua a ser derramado sobre nós, sem medida, nos sacramentos do Baptismo, da Confirmação, da Ordem e de todos os outros sacramentos. Não recebemos o mesmo dom mas o que está de acordo com a missão que, pelo desígnio divino, nos é confiada e na medida em que o acolhemos.

*****

Diz a Sagrada Escritura: «Quando vier o Espírito da Verdade, Ele vos conduzirá à verdade plena, por não falar de Si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas futuras». (Jo. 16, 13)

*****

A Escritura nos ensina
Que é o Espírito de Deus
Que faz da Terra e dos Céus
Uma família divina.´

Cria assim um Mundo Novo,
Em que o Amor é presente,
Como força veemente
A conduzir o Seu Povo.

In Jornal “Avé Maria” (Semanário) – Vila Real, 19.05.2013

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...