No princípio...

No princípio Deus criou os céus e a terra… Esta verdade de Deus Criador parece ser a primeira entre todas as verdades religiosas. Hoje, de facto, não aparece “à cabeça” nos catecismos. As fórmulas clássicas dos velhos catecismos desapareceram. Porquê?

Somos deste tempo, marcados pela ciência e pelo humanismo que pretendem explicar a origem do mundo e dar lugar central ao homem… e é para hoje, para esta sociedade – com as suas debilidades e riquezas – que anunciamos o Evangelho. É a lei da incarnação que o exige.

A Bíblia principia com a narrativa poética da criação mas não quer dizer que a criação seja a maior verdade. Não foi pela natureza que Israel descobriu Deus mas pela história das pessoas. A abóbada da nossa fé é a “estrela da manhã que se levantou nos nossos corações – Jesus Cristo” e todas as verdades da fé têm de ser proclamadas na linguagem de cada tempo.

*****

Diz a Sagrada Escritura: «São-lhe perdoados os seus muitos pecados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama». (Lc. 7, 47)

*****

Há cristãos que ficam só
Com uns laivos de doutrina:
Tanta ignorância faz dó,
Ante a beleza divina.

As mais santas criaturas,
Deram sempre este conselho:
Estudem-se as Escrituras,
Sobretudo os Evangelhos.

In Jornal “Avé Maria” (Semanário) – 16.06.2013

A Festa do Corpus Christi

A festa do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, outrora conhecida por festa do Corpo de Deus, como acontecia já em muitos países, celebramo-la, pela primeira vez, no segundo Domingo depois do Pentecostes.

Foi em Liège que, em 1246, começou a ser celebrada. Dezoito anos mais tarde, o Papa Urbano IV estendeu-a a toda a Igreja.

A sua instituição coincidiu com uma época em que os cristãos, julgando-se indignos de comungar, preferiam contemplar a hóstia consagrada. Daí a introdução da elevação do Pão e do Cálice na Santa Missa, as procissões, as adorações e bênçãos do Santíssimo Sacramento. Daí a construção de tribunas – algumas magníficas – nas nossas igrejas para a exposição solene do Santíssimo Sacramento.

À procissão do Corpo de Deus andaram associadas manifestações entusiastas da piedade popular. Os cristãos proclamavam a continuam a proclamar ainda hoje a sua fé na presença real de Jesus na Hóstia consagrada.

*****

Diz a Sagrada Escritura: «Assim como o Pai que Me enviou vive e Eu vivo pelo Pai, também quem de verdade Me come viverá por Mim». (Jo 6, 57)

*****

Quando se vivia a fé,
Todo o cristão ia à missa,
Sem vergonha nem preguiça,
De longe, à chuva e a pé.

É escutar Deus, que nos fala,
Como irmãos em multidão;
É Deus feito refeição
E os Seus filhos a tomá-la.

In Jornal “Avé Maria” (Semanário) – Vila Real, 02.06.2013

Intenções do Papa - Junho de 2013

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...