O "Decálogo" do Acólito

O "Decálogo" do Acólito

O acólito serve o altar, acompanha o celebrante, canta, reza, participa ativamente. Ele desempenha um ministério (serviço) muito importante durante as celebrações litúrgicas.

Portanto, para se ser acólito é necessário, fundamentalmente:

1.- Acreditar em Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, e na Boa Nova que Ele nos trouxe, testemunhando-O em todos os lugares onde estiver;

2.- Ter vontade de ajudar, de servir os outros, segundo o exemplo de Jesus que “não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos” (Mc.10, 45);

3.- Querer conhecer cada vez melhor e viver de acordo com a doutrina (os ensinamentos) da Igreja Católica Apostólica Romana;

4.- Dedicar-se à leitura e ao estudo da Bíblia (Palavra de Deus) e da Liturgia, com empenho e vontade de melhorar, cada vez mais, o seu serviço ao altar;

5.- Rezar, sozinho, em família e com os outros elementos do Grupo de Acólitos;

6.- Fazer um sério e contínuo discernimento vocacional, sendo verdadeiro nas opções que decidir tomar;

7.- Ter sentido de responsabilidade e disponibilidade para, em espírito de serviço, exercer as funções que lhe forem confiadas em cada celebração litúrgica, e não ficar triste quando tal não acontecer;

8.- Saber estar atento e perceber as necessidades da comunidade eclesial, partilhando as suas ideias com o pároco;

9.- Participar nas missas dominicais e/ou vespertinas, nas missas festivas da comunidade e nos feriados religiosos;

10.- Participar em encontros periódicos de formação e em retiros, assim como, sempre que possível, em celebrações litúrgicas e outras actividades a nível local, diocesano e nacional;

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...