Nesta Quaresma não sejas tíbio… compromete-te!


Quinze gestos de caridade de que nos esquecemos com frequência

1.- Parar para ajudar. Estar atento a quem precisa de ti.

Que mais havemos de dizer? Não importa se é um problema de Matemática, uma simples pergunta ou alguém que tem fome. A ajuda nunca é demais. Todos precisamos uns dos outros. Ainda que estejas habituado a ajudar, não te esqueças que também precisas de ser ajudado.

2.- Escutar a história de alguém. Sem julgar. Com amor.

Saber escutar é o que nos torna humanos. Cada história que te contam vai unir-te mais ao outro: filhos, companheira, chefe, professor, preocupações e alegrias. Sabes bem que não são só palavras. São partes da sua vida que precisam de ser partilhadas.

3.- Lembrar aos outros o quanto gostamos deles.

Tu sabes que os amas. E eles? Os gestos, os abraços, as palavras nunca sobram. Se Jesus não se tivesse feito carne, jamais entenderíamos que Deus é Amor.

4.- Alegrar-se com as coisas boas dos outros.

Costumamos não falar sobre o que gostamos nos outros: os seus sucessos, as suas qualidades, as suas atitudes. Frases simples como: “Fico contente por ti” ou “Essa cor fica-te bem” alegram o dia do outro e ajudam-te a ver os outros e a ti mesmo como Deus nos vê.

5.- Seleciona o que não precisas e oferece-o a quem necessitar.

Lembras-te das tuas calças preferidas quando tinhas dezassete anos? Agora podem ser as preferidas de uma adolescente que não tem muito para vestir. Se és irmão mais velho, sabes como é. Por isso é bom que nos saibamos habituar a dar valor ao que temos e, se temos mais do que precisamos, oferecê-lo aquece-nos o coração e leva o frio àquele que recebe.

6.- Ajudar o outro quando este precisa de descansar.

Isto vive-se em família: quando um descansa o outro trabalha. Não há nada melhor do que saber que alguém fez por ti algo que precisavas de fazer. Ou saber simplesmente que podes pedir ajuda, se precisares. Quando nos ajudamos com as tarefas de todos os dias, vivemos melhor.

7.- Sorrir. Um cristão é sempre alegre.

Não nos apercebemos mas quando sorrimos aligeiramos a dor dos que nos rodeiam. Quando vamos na rua, no nosso trabalho, em casa, na universidade. A felicidade do cristão é uma bênção para os outros e para cada um de nós. Quem tem a Cristo na sua vida, nunca poderá estar triste.

8.- Agradecer sempre.

Não te habitues a receber porque achas que precisas ou porque sentes que “tens direito a”. Recebe tudo como um presente. Ninguém te deve nada ainda que tenhas pago por determinado serviço. Agradece sempre. É mais feliz quem sabe ser agradecido.

9.- Limpar o que sujaste.

10.- Cumprimentar os outros com alegria.

Pode ser quem abre a porta, quem limpa, quem atende as chamadas. Vês estas pessoas todos os dias e quando as cumprimentas lembras-lhes quão importante é o que fazem. Tanto o teu trabalho como o de qualquer outra pessoa será feito com mais alegria se lhe fizeres ver que é valioso para os outros, que a sua presença muda as coisas.

11.- Mimar os que estão por perto.

Se sabes o que aquela pessoa gosta, porque não aproveitar isso? Não há nada melhor do que aquilo que é dado com amor. O outro ganha uns minutos de descanso e tu ganhas um sorriso verdadeiro. Sair de si mesmo e pensar nos outros é melhor e traz alegria ao coração.

12.- Corrigir com amor. Não calar por medo.

Corrigir é uma arte. Muitas vezes deparamo-nos com situações com as quais não sabemos lidar. A melhor forma é o amor. O amor não só sabe corrigir como sabe perdoar, aceitar e ajudar a seguir em frente. Não tenhas medo de corrigir e ser corrigido; é uma prova de que os outros apostam em ti e querem que sejas melhor.

13.- Ligar aos teus pais.

Agora já vives sozinho tens a tua própria família. No entanto, os teus pais continuam a ficar emocionados quando se apercebem de que te lembras deles. Estar atento ao que precisam ou simplesmente querer saber como estão é algo que não custa muito e é um gesto de gratidão enorme.

14.- Ajudar os outros a superar as dificuldades.

Se vives com a tua família ou já vives fora de casa, sabes o quanto é importante arrumar e limpar o que usas. Há uma voz dentro de ti que diz que devias ajudar um pouco mais. E, quando o fazes, sentes-te realmente bem.

15.- Animar alguém.

Sabes que aquela pessoa não está bem mas não sabes o que fazer. Decides roubar-lhe um sorriso para que entenda que nem tudo é mau. É sempre bom saber que há alguém que nos ama e que está por perto apesar das dificuldades.
Texto retirado de Imissio.

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...