Todos os Santos

Todos os Santos

Nenhum ser humano é perfeito, sem pecado, nem um santo, seja ele quem for, é um semi-Deus. Só Deus é santo mas ele quer que nós o sejamos também: “Sede santos porque EU, vosso Deus, sou santo” (Lv. 19,2).

A santidade não é assunto de mortos mas de todos os batizados, vivos ou mortos; é vida, caminhada para Deus animados pelo Espírito Santo.

Quando alguém é declarado santo, é porque durante a sua vida soube escutar a Palavra de Deus, levá-la à prática, imitando Aquele que é modelo – Jesus.

Celebrar um ou todos os santos, é celebrar Deus e as maravilhas que Ele faz nas nossas vidas, reconhecer a sua presença na nossa história. Os santos são dom de Deus à humanidade e à Igreja, sinais vivos de Cristo, honrá-los é escolher o seu caminho como nosso, para que, como eles, possamos atingir a vida nova que Deus nos coloca como meta.

*****

Diz a Sagrada Escritura: «Alegrai-vos e exultai porque é grande nos Céus a vossa recompensa». (Mt. 5, 12)

*****

Quem partir à descoberta
De montanha nunca vista,
De subir nunca desista
E vá pela estrada certa.

Tu, de és de Deus peregrino,
Pára um pouco e nisto pensa:
Caminhar na indiferença
É pôr em risco o destino.

In Jornal “Avé Maria” (Semanário) – Vila Real, 30 de Outubro de 2011

*****

Sugere-se a leitura dos seguintes textos:

- Dos Santos aos Fiéis Defuntos (Luís Filipe Santos)

- Santidade e popularidade (José Jacinto Ferreira de Farias, scj)

Sem comentários:

Também poderá gostar de ler sobre...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...